Pense Jornal - Sua fonte de notícias na cidade de Jaraguá do Sul

Quinta-feira, 25 de Julho de 2024

Notícias/Política

Jaques Wagner diz que governo sabe que vetos de Lula vão cair

Jaques destacou que faz parte de uma democracia o Executivo vetar eventuais matérias aprovadas pela Câmara e pelo Senado

Jaques Wagner diz que governo sabe que vetos de Lula vão cair
Foto Marcos Oliveira/Agência Senado
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O líder do governo no Senado Federal, Jaques Wagner (PT-BA), disse que a gestão petista sabe que alguns vetos feitos pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva serão derrubados.

Jaques destacou que faz parte de uma democracia o Executivo vetar eventuais matérias aprovadas pela Câmara e pelo Senado. “Não fico assustado com nada disso”, observou. “Ganhar e perder é normal em uma democracia.”

Líder do governo, contudo, destacou que os vetos derrubados que geram mais despesas, e que estão fora dos acordos com os líderes partidários, serão impedidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal. “É uma imposição a todos nós que estamos na vida pública”, continuou.

A sessão do Congresso Nacional destinada a apreciar os vetos de Lula estava marcada para acontecer na quarta-feira da semana passada (24). Contudo, a pedido do governo, o presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), adiou a sessão pela segunda vez. Jaques negou que o pedido partiu do governo, mas admitiu que o governo não quer que derrube os vetos.

Publicidade

Leia Também:

Um dos pontos mais delicados para o governo é o veto de Lula aos R$5,6 bilhões em emendas parlamentares de comissão, não obrigatórias. A gestão petista alega que não tem de onde tirar dinheiro para pagar as emendas.

Inicialmente, a ideia era negociar a derrubada parcial de R$3,6 bi, mas, por contar com a aprovação do PL que restabelece o DPVAT — que não aconteceu, por falta de votos –, o governo não teria como pagar nem parte do valor. O projeto antecipa R$15 bilhões para despesas do Executivo.

Desse modo, eles pretendem aprovar o PL do DPAVT na semana do dia 7 para depois fazer a sessão do Congresso. Desses, R$3,6 bi que foram acordados, R$2,4 bi seriam destinados para a Câmara e R$1,2 bi para o Senado.

Além da derrubada desse veto, os parlamentares querem derrubar o veto de Lula sobre a imposição de um calendário de pagamento de emendas. A ideia é incluir esses dois vetos na pauta. Por outro lado, a Frente Parlamentar da Agropecuária defende a inclusão dos vetos relacionados ao setor, como o trecho barrado no PL dos Agrotóxicos.

Já parlamentares da oposição e do PL querem na pauta o veto parcial ao projeto de lei que limita as saídas temporárias de presos.

FONTE/CRÉDITOS: DP
Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!