Pense Jornal - Sua fonte de notícias na cidade de Jaraguá do Sul

Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Colunas/Geral

PETROBRÁS NUM BECO SEM SAÍDA

Mais lambanças na Secretaria de Administração Prisional

PETROBRÁS NUM BECO SEM SAÍDA
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

TERÁ QUE MEXER NOS PREÇOS

Pouco se fala sobre o assunto (passam o pano), mas ao que tudo indica, o governo deverá ter que mexer (meio na marra) nos preços dos combustíveis.

A mudança de procedimento (tentar desvincular a paridade com a tendência mundial ou dos maiores fornecedores) e que já foi praticada no Brasil nos tempos de Dilma Rousseff (PT), transformada num grande erro, por pouco não levou a Petrobras à falência.

Leia Também:

A mesma coisa está acontecendo agora.

Praticando critérios inventados em terras tupiniquins, o Brasil caminha na contramão da tendência mundial.

AUMENTO À VISTA

O crescimento do consumo no país (EUA) que é o nosso principal fornecedor, obrigará o Brasil a voltar com a paridade.

Somando-se aos tributos que também voltaram, o resultado já é previsível: aumentos nos preços.

Caso não faça isso, a Petrobrás terá que desembolsar recursos para fazer frente aos preços de importação e o mercado interno.

Há dois caminhos:

- Adotar a paridade

- Falir a Petrobrás

O modelo econômico do Brasil dos dias atuais não é dos melhores.

Aliás, nem temos modelo econômico.

O tal “arcabouço fiscal” segue em banho-maria.

RECADO DADO

Finalmente!

Antes tarde do que nunca!

O Presidente do Congresso Nacional Rodrigo Pacheco (PSD), até que enfim, resolveu mandar um recado ao Supremo Tribunal Federal:

- Estão invadindo as competências dos Poderes!

Faz tempo que o STF – por seus ministros sem votos – usurpam da função de legisladores.

A referência de Pacheco foi por conta da votação da “descriminalização da maconha” (suspensa, por sinal), onde o STF está mudando uma Lei que tipifica o crime de posse de drogas.

Ora, a mudança de Leis é prerrogativa do Legislativo e ao que se sabe, ainda não é função do judiciário.

Caso tenham mudando o regramento dos Poderes no Brasil, o caminho é fechar o Congresso Nacional que se mostra inútil.

UM DETALHE

Para que haja posse de drogas para consumo, a existência do fornecedor é imperativa.

Assim sendo, apesar do tráfico continuar sendo crime, a janela que se abre é um incentivo.

O sujeito pego de posse de torrões de maconha (não há – por enquanto – estabelecimento da quantidade) poderá dizer que é para consumo e continuar seu caminho.

Faz a entrega e volta para “os braços do fornecedor” para distribuir novas encomendas.

Será que ninguém se deu conta disso?

A votação está suspensa e sem data prevista para ser retomada.

MUDA OU NÃO MUDA?

O “calo do Governador Jorginho Melo” - pelo visto – está crescendo.

Novas denúncias contra a Secretaria de Administração Prisional ou envolvendo a pasta continua.

Uma Policial Penal reintegrada por decisão judicial, prorrogação de agentes temporários e um concurso que não chama os aprovados e furto de madeira e outros objetos na Penitenciária de Chapecó: com participação de apenados!

A pasta virou uma “lambança completa” e faz tempo que se fala em substituições.

O nome cotado é o de Freibergue Rubem do Nascimento, atual secretário-adjunto de Segurança Pública de Santa Catarina., Coronel do Exército.

Fala-se que Jorginho Melo dará o boné para a cúpula da SAP.

FONTE/CRÉDITOS: Redação
Comentários:
Sérgio Peron

Publicado por:

Sérgio Peron

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!