Pense Jornal - Sua fonte de notícias na cidade de Jaraguá do Sul

Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Colunas/Geral

O PROJETO DE CENSURA DO ATUAL MINISTRO PADILHA

A classe média dizimada, segundo especialistas

O PROJETO DE CENSURA DO ATUAL MINISTRO PADILHA
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

PETISTA SENDO PETISTA

Projeto que tramita na Câmara prevê a criminalização do uso de uma das poucas “armas” que restam ao cidadão para fazer valer os seus direitos no serviço público, quando são vítimas de mau atendimento ou de negligência: a câmera de foto e vídeo do celular. O projeto é de autoria de um petista que atualmente exerce o cargo de ministro das Relações Institucionais: Alexandre Padilha. Ele era deputado federal pelo PT-SP quando apresentou seu próprio projeto de censura, em junho de 2020.

A pessoa desrespeitada terá de pedir autorização a quem o desrespeitou para fazer foto ou vídeo. Ou cometerá “crime” de documentar a desfeita.

Leia Também:

O foco de Padilha são estabelecimentos de saúde, mas, se emplacar, a censura pode ser ampliada a delegacias ou quaisquer outras repartições.

Em seu projeto, Padilha não abre exceção nem mesmo para a imprensa na cobertura de fatos e denúncias: fotos e imagens só “autorizadas”.

MELHOR SE CUIDAR

Um levantamento do Instituto Nacional de Cardiologia (INC) mostra que, entre 2008 e 2022, o número de internações por infarto aumentou no Brasil. Entre os homens, a média mensal passou de 5.282 para 13.645, alta de 158%. Entre as mulheres, a média foi de 1.930 para 4.973, aumento de 157%.

O estudo leva em consideração dados do Sistema de Internação Hospitalar do Datasus, do Ministério da Saúde. Por isso, cobre todos os pacientes brasileiros que usam os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS), seja nos hospitais públicos ou nos privados que têm convênios. Isso representa de 70% a 75% de todos os pacientes do país.

Alguns fatores aumentam os riscos de infarto, informa o Instituto Nacional de Cardiologia. “O infarto do miocárdio acontece em populações mais idosas. E sabemos também do aumento da prevalência da obesidade na população brasileira”, explica a diretora-geral do INC, Aurora Issa.

Segundo Aurora, o frio também aumenta as chances de infarto. Dados do INC indicam que os casos são mais frequentes durante o inverno. No ano passado, o número de infartos nessa estação foi 27,8% maior em mulheres e 27,4% maior em homens na comparação com o verão.

IMPOSTO DO PECADO

Caso não ocorra mudanças no Senado Federal (é possível que aconteça), além dos produtos que já recebem alta taxação de tributos (cigarros, bebidas e etc.), a lista tende a aumentar com o chamado “imposto do pecado” e que poderá ser “pecadinho ou pecadão”.

Aquele povo do politicamente correto (que se arvoram em dizer que odeiam agrotóxicos) deverá impor (ou tentar) alguns aumentos.

Essa gente acha que “a produção agrícola” será um grande sucesso sem usar agrotóxico.

Há um mar de pragas que destroem as lavouras.

Existem dois caminhos possíveis:

1 – Não usar agrotóxico e não produzir o suficiente, o que encareceria a produção.

2 – Buscar tecnologia para daqui uns 10 anos, livrar o Brasil das pragas que atacam as lavouras.

Nesse caso, o povo morreria de fome antes da solução.

ISS

O aumento do Imposto Sobre Serviço será extratosférico.

Deve saltar dos atuais 11,8 para mais de 33%.

Especialistas dizem que "a classe média será dizimada".

Puxando pela memória: Lula disse que a classe média ostenta demais.

Vamos acabar com isso!!

RETRAÇÃO

E a venda de equipamentos agrícolas e de construção sofreram queda considerável no governo Lula:

Os maquinários para a agricultura teve uma redução de 13,4% e a construção amargou 14,4%

E o idiota útil poderá dizer:

Ah! Mas só deixaram de vender máquinas..

Quem produz máquina não contratou e com as quedas, demitiu.

Quem utiliza os referidos equipamento, também não contratou e demitiu...

Mas vá explicar isso para um imbecil adestrado...

FONTE/CRÉDITOS: Redação
Comentários:
Sérgio Peron

Publicado por:

Sérgio Peron

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!