Pense Jornal - Sua fonte de notícias na cidade de Jaraguá do Sul

Segunda-feira, 15 de Julho de 2024

Colunas/Geral

O BRASIL NÃO É PARA AMADORES

Fiação baixa x caminhões enormes

O BRASIL NÃO É PARA AMADORES
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

USEIRO E VEZEIRO

A bancada do partido Novo na Câmara e Senado entrou com uma ação popular na 9ª Vara Federal Cível do Distrito Federal contra publicações nas contas oficiais do governo que, de acordo com a sigla, beneficiam e promovem o presidente Lula (PT).

A advogada do partido, Carolina Sponza, apresentou imagens de vários posts e explicou que a conta oficial da Presidência da República publicou material publicitário para promover as redes sociais do governo, vinculando a conta pessoal do presidente Lula. Isso configura uma violação ao princípio da impessoalidade administrativa.

Leia Também:

Para quem foi descondenado por todos os acontecimentos da Lava-jato, uma. Acusaçãozinha a mais ou a menos, não faz diferença.

SEM NOVIDADE

A Força Tarefa Previdenciária da Polícia Federal deflagrou a Operação Sangradouro, para desbaratar uma associação criminosa que lucraria R$ 260 milhões com um esquema de aposentadorias ilegais de 552 falsos indígenas, em Mato Grosso.

A base para a fraude previdenciária era a expedição de documentos com dados falsos, através da atuação criminosa de servidores da Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai). E houve prejuízo estimado em cerca de R$ 64 milhões aos cofres da União, até o momento.

A ação autorizada pela Justiça Federal em Barra do Gaças (MT) cumpre um mandado de prisão preventiva, 16 mandados de busca e apreensão, duas ordens judiciais de afastamento temporário das funções públicas, cumpridos nas cidades de Barra do Garças, Primavera do Leste, Poxoreu e Cuiabá.

Entre os alvos, além de servidores públicos da Funai, estão cartorários, proprietários de correspondentes bancários e lideranças indígenas locais. Centenas de pessoas atuaram no esquema, obtendo documentos falsos, a partir da adulteração de informações de identificação, em especial a data de nascimento, a fim de requerer aposentadorias por idade ilegais.

A sangria de R$ 260 milhões estancada com a suspensão dos pagamentos ilegais tem como base a expectativa de vida média do brasileiro, que é de 77 anos, conforme dados oficiais do IBGE.

Falsificação de documentos públicos

Funcionários da Funai são acusados de adulterar dados para emissão do Registro Administrativo de Nascimento de Indígenas (RANI) e a Certidão de Exercício de Atividade Rural, tendo como principal falsificação a idade dos indígenas, para simular o atendimento da idade mínima para aposentadoria por idade rural: 60 anos para homem e 55 anos para mulher.

Com a fraude, a PF relata que indígenas favorecidos pelo esquema usavam o RANI para a realização de registro de nascimento tardio em cartório, com a emissão de certidões de nascimento que, em seguida, serviam de lastro para a solicitação de diversos outros documentos públicos, tais como CPF e RG. Na sequência, requisitavam a aposentadoria por idade em agência do INSS, usando todos os documentos falsos providenciados pelo esquema criminoso.

Decididamente: o Brasil não é para amadores

DE VEZ EM SEMPRE

Caminhões enroscando e derrubando fiações de postes em Jaraguá do Sul já virou rotina.

Em alguns locais - e por ação do Ministério Público – trechos foram melhorados, mas a situação ainda é caótica.

Outro detalhe: o trânsito constante e permanente de caminhões gigantes pelo centro da cidade, o que é proibido.

Resultado? A foto diz tudo:

MESES

A bike da foto, cujo condutor foi atropelado, permanece há dois meses no local do acidente.

O fato ocorreu no cruzamento das Ruas João Marcatto x Reinoldo Rau e foi uma pancada e tanto.

Claro que o ciclista se machucou, mas sem gravidade.

A “magrela” foi abandonada e até hoje, o dono (se era mesmo) não retornou para retirar o bem.

Pelo estado, aparentemente, não deu perda total.

O que levaria uma pessoa a não retirar o bem?

FONTE/CRÉDITOS: Redação
Comentários:
Sérgio Peron

Publicado por:

Sérgio Peron

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!