Pense Jornal - Sua fonte de notícias na cidade de Jaraguá do Sul

Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Colunas/Geral

O BRASIL ENTREGUE AO CRIME

A cada dia que passa, a facção criminosa PCC fica mais forte em todo país

O BRASIL ENTREGUE AO CRIME
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

FOI OU NÃO FOI?

Dois acusados de arquitetar o plano que resultaria no sequestro e possível assassinato do ex-juiz e atual senador Sergio Moro, foram assassinados na última segunda-feira no Presídio de Presidente Wenceslau.

Leia Também:

A ordem de execução partiu do PCC – Primeiro Comando da Capital – facção criminosa que domina os presídios do Brasil e já age internacionalmente.

Além de. Moro, a facção tinha como alvo prioritário o Promotor de Justiça Lincoln Gakya do GAECO do MP de São Paulo. Gakya foi o responsável por descobrir o planejamento e repassá-lo à Polícia Federal, resultado na Operação Sequaz.

FALARAM DEMAIS

Janeferson Aparecido Mariano, o Nefo, e Reginaldo Oliveira de Sousa, o Rê, ambos com 48 anos, foram atraídos para uma emboscada dentro do presídio.

Três criminosos da chamada “Sintonia Restrita”, considerado o grupo de elite do PCC para ataques, assassinatos e terrorismo, executou o plano.

Nefo foi levado para o banheiro e morto a facada.

Rê foi vítima de espancamento e facadas.

Segundo informações “dos corredores”, apesar de ambos serem nomes fortes dentro do PCC, foram mortos porque “falaram demais” e foram eliminados porque eram “pontas soltas”, indicando terem apontado outros membros da facção.

O tal Nefo era membro da “Sintonia Restrita”e coordenador da célula.

Rê era liderança do PCC há mais de 20 anos.

DEVANEIOS

Se o PCC consegue executar desafetos dentro de Presídios considerados de segurança máxima, imaginem o que fazem aqui fora e quais contatos possuem nos Poderes?

Já é sabido que estão nas administrações públicas, disputam e “vencem” licitações, possuem milhares de imóveis destinados a variadas atividades, vendem quarteirões para o tráfico (modelo trazido dos Estados Unidos), são donos de usinas onde produzem e postos, onde distribuem os combustíveis de origem ilícita.

Dominam praticamente todos os presídios do Brasil e expandiram ações para fora do país.

São os maiores traficantes de drogas.

Para piorar, encontram: defensores de saidinhas, os defensores das “vítimas da sociedade”, os defensores dos direitos humanos.

Falta um Nahib Bukele no Brasil.

PAÍS DE BANDIDOS

Nem é preciso muito esforço para concluir que “estamos entregues à criminalidade” e que há acordos que beneficiam os lados envolvidos.

Não é crível que tudo aconteça como vem ocorrendo no Brasil inteiro e que não tenha a conivência das autoridades.

Trata-se de um mundo de bilhões e o dinheiro, ainda move a humanidade – para o bem e para o mal.

Já não me assusto com nada.

Um exemplo veio de Santana do Acaraú, cidadezinha que fica no interior do Ceará.

Em entrevista à rádio Coqueiros FM de Sobral, o prefeito de Santana do Acaraú Francisco das Chagas Mendes (PSB), conhecido como “Meu Deus”, afirmou com todas as letras que trabalha com integrantes do CV e PCC, referindo-se às facções criminosas Comando Vermelho e Primeiro Comando da Capital, porque “são humanos”.

Em seguida, divulgou nota nas redes sociais afirmando que “suas palavras foram tiradas do contexto”.

As afirmações foram do próprio prefeito. Qual o contexto pretendido?

E assim, o crime se espalha e se fortalece.

FONTE/CRÉDITOS: Redação
Comentários:
Sérgio Peron

Publicado por:

Sérgio Peron

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!