Pense Jornal - Sua fonte de notícias na cidade de Jaraguá do Sul

Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Colunas/Geral

MOMENTO DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO

Mudanças no primeiro escalão do governo do Estado de SC devem ser anunciadas até quarta-feira

MOMENTO DE DESINCOMPATIBILIZAÇÃO
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

SEM NOVIDADES 1

Para a grande maioria das pessoas, a divulgação de que o déficit nas contas públicas atingiu a intercontinental cifra de um trilhão e quarenta e três bilhões de reais, nem assusta mais.

Leia Também:

Era esperado, previsto.

Até corri o risco de escrever o número: R$ 1.043.000.000.000,00.

Claro que “para o governo, a culpa não é de agora”.

Eles nunca são culpados!

Devem ser alunos daquela mesma escola que prega:

- Não sei

- Não é meu

- É de um amigo meu

A cada dia que passa, a resistência do fio que sustenta o Poder, enfraquece mais.

Não será novidade (também) se arrebentar antes do tempo.

SEM NOVIDADES 2

O governo decidiu colocar sigilo sobre o desempenho financeiro dos Correios.

Mas por que?

Simples: esconder um rombo que já está sendo estimado em mais de R$ 800 milhões de reais.

Entre as “mancadas”, estão: má gestão, amadorismo, incompetência e cortesia com chapéu alheio.

Recentemente, os Correios concederam um patrocínio de R$ 6.000.000,00 (Seis Milhões de Reais) para o Festival Cultural de São Paulo, por sinal, colocado sob sigilo.

Os petistas possuem o dedo podre e onde atuam, conseguem a destruição total.

MUDANÇAS

Esta semana será decisiva na formatação do Governo do Estado de Santa Catarina.

Ocupantes do primeiro escalão de Jorginho Melo (PL) deixarão as respectivas pastas.

São candidatos nas próximas eleições e a maioria concorre aos cargos de prefeitos dos seus municípios de origem.

Comenta-se nos bastidores que o governador poderá fazer outras mudanças, onde há fortes rumores de descontentamento.

O prazo fatal será no dia 5 de junho.

REFLEXOS

A campanha eleitoral de 2024 é um prenúncio dos acontecimentos de 2026.

O Partido Liberal (do governador Jorginho Melo) e siglas da base, entre elas o MDB, terão um feedback de “como o eleitorado” irá se comportar.

Nos mesmos moldes do que geralmente ocorre em nível federal, o governo de Santa Catarina não tem eficiência na comunicação.

Existem vazios (buracos) de informações pelo Estado, sem falar na linguagem inadequada, limitando a compreensão do que vem acontecendo.

Em 2026, além de tentar a reeleição, Jorginho Melo precisará olhar para as vagas em disputas:

- 02 senadores

- Deputados Estaduais

- Deputados Federais.

Em 2024, o caminho será tentar “conter a vaidade dos sem votos” que insistem nas candidaturas.

Jorginho terá que olhar atentamente para “quais apoios precisará em 2026”.

Todos – seria a resposta correta.

MDB FICA NO GOVERNO?

A resposta correta seria:

- Não se sabe por quanto tempo...

O tal “protagonismo partidário” que muito se falou em 2022 – pelo andar da carruagem – começa a ser reativado.

O partido mal e porcamente está sendo coadjuvante e em pastas sem dinheiro.

Aliás, frise-se:

- Jorginho Melo é centralizador! Qualquer contrato acima de R$ 50 mil reais, precisa do aval do governador – dizem integrantes da cúpula.

Acontece que dentro do MDB, as velhas raposas que tramaram na eleição passada (no melhor momento para a sigla voltar ao Poder), agora caem na realidade do erro.

O Deputado Estadual e empresário Antidio Lunelli – desde 2021 – vem mantendo o ritmo de reuniões e encontros.

Deverá ser nome forte em 2026.

FONTE/CRÉDITOS: Redação
Comentários:
Sérgio Peron

Publicado por:

Sérgio Peron

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!