Pense Jornal - Sua fonte de notícias na cidade de Jaraguá do Sul

Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Colunas/Geral

COPACABANA: FOI MAIS DO QUE MANIFESTAÇÃO

O compromisso do eleitor em outubro

COPACABANA: FOI MAIS DO QUE MANIFESTAÇÃO
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

MAIS DO QUE MANIFESTAÇÃO

Os eventos ocorridos em São Paulo e Rio de Janeiro e que foram convocados pelo ex-presidente Jair Bolsonaro – para bom entendedor – possui mais do que partidários e admiradores: há uma clara manifestação de descontentamento com os rumos do Brasil, notadamente, no quesito censura.

Leia Também:

Não se pode deixar de lado “as perseguições”.

Estamos vendo a instituição de uma “Polícia Moral” nos mesmos moldes e modelo de regimes comunistas.

O sujeito é vigiado por suas manifestações e de repente, acorda com a Polícia Federal na sua porta com mandado de prisão, sem saber os motivos da prisão.

CRESCENDO

A insatisfação está numa curva crescente e cobrando das autoridades, as devidas providências.

A população também já notou que a covardia é latente, sem falar nos famosos “rabos presos” e incapacitantes.

A omissão tomou conta do Congresso Nacional e a desculpa é a “preservação da harmonia entre Poderes”, o que deixou de existir há muito tempo.

Há um conluio claro, à vista de todos, entre Judiciário e Executivo com jantares e reuniões, mais do que suspeitas.

Nunca se viu tantos afagos entre governistas e ministros do STF.

Não há coisa boa no cenário e em tais conversas.

O povo já se tocou disso e está de olho nos próximos passos.

INCENTIVADO

Pelo visto, ignorar a Constituição Federal – prática reiterada nos últimos tempos, está fazendo bons alunos.

O presidente Lula (PT) assinou decreto que já está sendo considerado um golpe no campo contra o direito de propriedade, porque à margem da Constituição amplia as hipóteses de desapropriação de terras para “fins de reforma agrária”.

O decreto nº 11.995 de Lula, assinado em 15 de abril último, regulamenta ilegalmente dispositivos constitucionais.

Isso só pode ser feito por lei federal, jamais pelo decreto que ameaça desapropriar até o que a Lei protege.

O decreto abusivo autoriza desapropriação por “interesse social” e até “expropriação” por alegado “trabalho escravo” a critério... do Incra, órgão totalmente aparelhado pelo próprio governo.

O decreto agrava a insegurança jurídica e relativiza o direito de propriedade, uma das cláusulas pétreas da Constituição.

Se Ministros do STF podem, o Presidente da República sentiu-se autorizado.

EM BREVE

Bairros, ruas, associações de moradores, lideranças localizadas, todos indistintamente serão visitados por pretendentes à uma vaga no Legislativo das suas respectivas cidades.

Prometerão mundos e fundos para conquistas os votos dos desinformados.

Outros que são pilantras desde o nascimento, também surgirão e farão pode de paladinos da moralidade.

Cantarão loas sobre suas qualidades, o que na verdade possui outra intenção: esconder o passado tenebroso.

Nos dias atuais, o eleitor possui uma ferramenta excepcional para desmascarar os estelionatários eleitorais: a internet.

Um clique que está ao alcance da mão pode revelar muita coisa. Basta querer!

Também teremos bons candidatos.

A responsabilidade do voto deve fazer parte da vida das pessoas de bem.

Quando o bom abdica do seu direito de escolha, o mau toma conta.

Faça a sua parte!

FONTE/CRÉDITOS: Redação
Comentários:
Sérgio Peron

Publicado por:

Sérgio Peron

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!