Pense Jornal - Sua fonte de notícias na cidade de Jaraguá do Sul

Terça-feira, 23 de Julho de 2024

Colunas/Geral

BANCADA DO PL PEDIU REUNIÃO COM O GOVERNADOR JORGINHO MELO

Pauta: denúncia contra o Secretário de Administração Prisional, Carlos Alves

BANCADA DO PL PEDIU REUNIÃO COM O GOVERNADOR JORGINHO MELO
IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

A COISA FICOU SÉRIA

Pelo visto e acontecido, o caldo entornou para os lados do Secretário de Administração Prisional, Carlos Alves.

Na manhã de ontem, o governador foi “intimado” pela bancada do PL para tratar do assunto em reunião que foi marcada para 19 horas.

Leia Também:

Além do “episódio na Assembleia” e que deixou um climão, os deputados receberam extensa denúncia contra o titular da SAP.

Há informações de um “desgaste imenso” junto à categoria e entre as alegações, as perseguições estão na ordem do dia.

Há quem diga que o Secretário não tem “feeling” para lidar com os Policiais Penais e Agentes Socioeducativos.

Também dizem que Carlos Alves “não tem o hábito de se conter diante de uma situação e logo parte para o confronto”.

Na política, o comportamento agressivo não funciona.

O “pomo da discórdia” teria sido o enfrentamento do Secretário ao ser cobrado sobre nomeações na pasta.

O Deputado Ivan Naatz (foto principal) disse que "não sabia", depois disse que "era mentira de alguém querendo prejudicar", mas a coisa veio à tona. Pelo visto, a mentira não estava no fato, mas em tentar esconder.

O Deputado Marcius Machado, também negou, ou melhor, tentou esconder.

O deputado Carlos Humberto (PL de Balneário Camboriú) que teria convidado ao Secretário Carlos Dias para que se retirasse do local., argumentou que "não se sentia à vontade para comentar o assunto".

NÃO VOU

Li – e o fiz repetidas vezes – a carta/denúncia que foi encaminhada aos Deputados.

Até pensei em publicá-la, mas em se tratando de denúncia, o caminho correto é aguardar as apurações, caso aconteçam de fato.

São 17 páginas com relatos, links e fotos.

Se os fatos narrados são verdadeiros, a situação é muito grave.

Aliás, é gravíssima!

Aqui no Brasil é muito comum que “tudo acabe em nada”, mas no presente caso, os apontamentos são muito sérios para que empurrem “para debaixo do tapete”.

Se a coisa chegou ao Governador Jorginho Melo, a situação do Secretário Carlos Alves está por um fio.

Na missiva, o denunciante pede que o teor seja lido em plenário, o que daria um caráter oficial ao caso e exigiria uma apuração – até de outros órgãos governamentais.

OUTRO PONTO

A denúncia pede ainda a perícia em computadores do setor de inteligência da SAP.

Segundo o relato, os equipamentos estariam sendo usados na “fabricação de dossiês” contra desafetos.

O mesmo documento cita uma reunião entre “liderança de facção criminosa” e o Secretário. No “acordo” houve concessão de benefícios e em troca, os familiares dos presos deveriam sair de frente das unidades prisionais.

Carlos Alves – à época – negou as tratativas, apesar de um vídeo mostrar pessoa falando oficialmente em nome da pasta sobre as “novas medidas que seriam adotadas”.

Como é que o Ministério Público não se interessou pelo episódio se houve alteração até na estrutura funcional da pasta?

Vamos aguardar qual será a atitude dos Deputados do PL e do próprio governador Jorginho Melo.

FONTE/CRÉDITOS: Redação
Comentários:
Sérgio Peron

Publicado por:

Sérgio Peron

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s, when an unknown printer took a galley of type and scrambled it to make a type specimen book.

Saiba Mais

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!